Terça-feira, 19 de Maio de 2009
A Europa connosco?
Grandes perguntas do Pedro Correia para as "europeias". É deixarem-se da langue de bois e responderem directamente, s.f.f.Entretanto,Paulo Rangel foi entrevistado no "i" pela Ana Sá Lopes. Rangel não é um banal da política nem está na política para a banalizar. Constatei-o ontem à noite no Café Nicola. Mesmo quando não o acompanho nas suas posições "federalistas" e sobre o "alargamento".  Até no argumentário sobre o "alargamento" Rangel não foi trivial. Ganha-se um grande eurodeputado português. E ganha-se, sobretudo, para o futuro da política portuguesa cá dentro. Não o subestimem acritica e estupidamente.

publicado por João Gonçalves às 15:52
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

2 comentários:
De Afonso Miguel a 19 de Maio de 2009 às 18:31
Esta entrevista de Rangel e deve ser levada em conta por qualquer católico digno desse nome que pense, ainda que por mera hipótese, votar no PSD nas Europeias. E será bom que alguém esclareça o candidato sobre o facto de não se encontrar nas condições necessárias para se aproximar dos sacramentos, a não ser do da confissão.


De Maria João Marques a 20 de Maio de 2009 às 23:29
Afonso, eu que sou católica (e ministra extraordinária da comunhão!) e até concordo com Paulo Rangel em alguns pontos que ele enunciou - sacerdócio das mulheres, celibato dos padres, desadequação da moral sexual quanto ao uso de contraceptivos que não os naturais (por ex.) - na blogosfera até costumo ser apelidada de "católica fundamentalista", veja bem.

Quanto à confissão, parece-me muito bem que um católico tenha humildade para reconhecer o seu estado de pecador. Aliás, assustam-me sempre os fariseus que exibem públicas virtudes e espetam o dedo aos menos 'puros'. E não temos absolutamente nada a ver com a intimidade da relação de PR com Deus.

Em todo o caso, também não gosto do católico "progressista"; acho muito pretensioso alguém apelidar-se assim. Nas coisas importantes e fundamentais do cristianismo - a defesa da vida - PR porta-se muito bem. E no Nicola defendeu a aceitação da cultura cristã no debate político, que em Portugal é anátema.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29
30

31


posts recentes

...

Nas legislativas será de ...

O poder do agora

Missão Cumprida III

Missão Cumprida II

Missão Cumprida

Um retrato

Para todos

Ainda há muito trabalho a...

Socialistas grandes derro...

arquivos

Janeiro 2010

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds