Sábado, 23 de Maio de 2009
Morder a própria cauda

Um grupo de bloguers foi há um par de meses convidado pelo eurodeputado  Carlos Coelho e pelo PPE, numa iniciativa que visava motivar esses mesmos bloguers para as eleições europeias e o combate à mais do que previsível abstenção.

Vários desses bloguers, com base na informação recolhida e nas conversas havidas após dois dias e meio de uma agenda permanentemente preenchida e distribuída pelo PE e pela Comissão Europeia, escreveram livremente sobre esses dias e os desafios colocados a estas eleições nos seus respectivos blogues, o que só demonstrou o seu profissionalismo. 

Entretanto, alguns deles reuniram-se neste mesmo blogue, o qual se assumiu desde a sua génese como um espaço de apoio à candidatura de Paulo Rangel às eleições europeias, logo, de apoio ao PSD e ao PPE.

Para Pacheco Pereira, o convite ao grupo de bloguers (todos eles simpatizantes mais ou menos próximos do PSD) feito pelo eurodeputado Carlos Coelho faz parte de um «tudo isto» que «não é inocente», de acordo com o seu artigo de hoje no Público.

Eu só pergunto: Em que partido milita Pacheco Pereira? Quem é que Pacheco Pereira pretende que ganhe estas eleições? E já agora, por que carga de água deveria existir "inocência" numa acção de comunicação com objectivos transparentes e por sinal muito bem conseguida? 

Já nem consigo perceber se Pacheco Pereira morde a própria cauda ou a mão que lhe dá de comer. E, para ser franco, nem me interessa. É lá com ele e quem o atura. 

 


publicado por João Villalobos às 13:52
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

13 comentários:
De jorge c. a 23 de Maio de 2009 às 14:10
Curiosamente, o Dr. Pacheco Pereira é preso por ter cão e por não ter. Parece-me a mim que a interrogação dele (e peço perdão por algum desconhecimento porque ainda não li o artigo na íntegra) faz todo o sentido. Até por aquilo que tu afirmas: "todos eles simpatizantes mais ou menos próximos do PSD". Não houve diversidade nesta iniciativa. Se tivesse sido o Partido Socialista a tomar esta iniciativa, ou o Bloco de Esquerda, a indignação não viria só de JPP, certamente, e aí até era capaz de apostar.
De resto, JPP é conhecido pela sua seriedade e honestidade intelectual e não pela excessiva partidarite.
Vou ler o artigo e verificar se ainda concordo comigo.


De João Villalobos a 23 de Maio de 2009 às 14:33
Querias que o PSD convidasse quem? O Pedro Sales? Que é isso da "diversidade"? Por amor da Santa...!


De jorge c. a 23 de Maio de 2009 às 16:38
Por exemplo. Por que não? O pluralismo de um partido como o PSD e de um deputado de inquestionável elegância democrática (rendo-me às minhas próprias palavras) como Carlos Coelho, mais concretamente, vê-se também nestas situações. A blogosfera é um meio amplo que merece esse género de tratamento.


De Joaquim Amado Lopes a 23 de Maio de 2009 às 16:56
Mas qual pluralismo? Agora o PSD (ou qualquer partido) tem que ser "plural" nas suas iniciativas políticas e eleitorais?
Qualquer dia condenam o PSD por não incluir membros do BE na elaboração do programa eleitoral.

Carlos Coelho é deputado europeu eleito pela lista do PSD e é o número 2 da lista para as próximas eleições.
CC sabe que os blogues desempenham um papel cada vez mais importante na divulgação da mensagem política.
CC decidiu tomar a iniciativa de motivar bloggers próximos do PSD a serem mais activos e, dessa forma, potenciarem a passagem da mensagem do PSD.

Sendo essa a génese do Papa Myzena, só merece um comentário: obrigado, Carlos Coelho, porque da sua iniciativa surgiu um dos poucos blogs sobre política que vale a pena seguir diariamente e obrigado a todos os que participam neste blog pelo excelente trabalho que estão a fazer.


De jorge c. a 23 de Maio de 2009 às 19:02
Eu compreendo que haja algum prurido com as expressões diversidade e pluralismo. A verdade é que é também sobre esse chão que caminha o PSD. A abertura a mais círculos mostra que o PSD não tem medo do exterior, nada teme e nada tem a esconder. Viu-se isso na blogtúlia, como podemos confirmar pelo simpático comentário do João Galamba no Jugular.
A abertura à blogosfera deve ser uma abertura total e não sectária, dos bloggerzinhos do PSD. Isso são coisas da esquerda progressista que gosta de se sentir só contra o mundo reaccionário e bota-abaixista como tanto gosta de referir o Primeiro-ministro. O PSD tem de assumir a sua grande vertente de "catch-all party" não para cativar votos ou andar à procura de atenção, mas sim para abrir o seu trabalho e o trabalho das instituições a todos os cidadãos. Canalizar essa abertura através da blogosfera é uma excelente iniciativa e nunca o critiquei, por isso talvez tenha vindo bater à porta errada.
De resto, a minha opinião mantém-se e não deixa de ser interessante ver a própria blogosfera tão irritadinha com a crítica que vem de (quase) fora. É um sinal claro da sua adolescência, mas haveremos de passar essa fase, se Deus quiser.


De Maria João Marques a 23 de Maio de 2009 às 23:13
Caro Joaquim, há um ponto que gostava de esclarecer muito bem. Fui uma das convidadas de CC para ir a Bruxelas, a maioria dos bloggers convidados era de centro-direita e próximos do PSD, no entanto não houve qualquer influência dessa viagem na criação deste blogue - excepto, talvez, a de nos ter dado oportunidade para nos conhecermos ainda melhor e criarmos cumplicidade para nos metermos juntos num projecto como o Papa Myzena.

Não houve discussão de nenhum blogue, não houve qualquer sugestão de qualquer eurodeputado do PSD (ou outro) na viagem e não foi esse o objectivo do convite.

Quanto a tudo o resto, concordo com o que diz.


De Menina Marota a 23 de Maio de 2009 às 14:40
Eu sorrio... ainda não há muitos anos havia uma guerrinha.... que ainda hoje me faz rir... ;)


De dutilleul a 26 de Maio de 2009 às 19:12
Não fosse politicamente inoportuno e pedir-lhe-ia que substituísse os três pontinhos por uma bela e divertida historieta.


De luis melo a 23 de Maio de 2009 às 17:01
Há coisas às quais já ninguém dá importância... e dar importância é dar força para que continuem


De Leonel Vicente a 23 de Maio de 2009 às 18:33
Caro João,

Só uma correcção (que me parece importante): que eu me tenha apercebido, do "grupo de Bruxelas" havia pelo menos 3 ou 4 bloggers que não eram simpatizantes do PSD.


De Nuno Gouveia a 23 de Maio de 2009 às 18:47
A maioria dos bloggers seria próxima ou militante do PSD, mas também havia pessoas sem simpatia nenhuma pelo PSD e até mesmo militantes de outros partidos...

Pacheco Pereira gosta de generalizar, tomando a parte pelo todo. Para alguém que apregoa a liberdade de pensamento, respeita muito pouco a liberdade dos outros. Mas nada que já não estejamos habituados...


De jorge c. a 23 de Maio de 2009 às 18:53
Tendo a concordar contigo, nesse aspecto.


De Carlos Santos a 23 de Maio de 2009 às 18:55
João,

Sem pretendender continuar um debate estéril as tuas perguntas finais dão nota de uma forma muito portuguesa de ver a política: se o PPereira está filiado no PSD então PP "morde a mão do dono", "tem de calar e votar Rangel", etc. Não me parece que o Pacheco Pereira alguma vez seja um yes man de alguém. Se calhar é por isso que ele enerva meio mundo no partido. Mas o independent thinking tem destas coisas...

Cumps,
Carlos Santos


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29
30

31


posts recentes

...

Nas legislativas será de ...

O poder do agora

Missão Cumprida III

Missão Cumprida II

Missão Cumprida

Um retrato

Para todos

Ainda há muito trabalho a...

Socialistas grandes derro...

arquivos

Janeiro 2010

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds