Domingo, 24 de Maio de 2009
Fantástico Mundo Socrático

"Quanto mais desemprego, melhor para eles; quanto mais recessão, melhor para eles", declarou, por seu turno, Vital Moreira. "Enquanto o PS se concentra no combate à crise, as oposições unem-se no combate ao PS. Com eles, o país já teria naufragado, sem remédio".


JN

 

Ah...o eles, os maus que desejam mais desemprego porque é melhor para as suas ambições, que aplaudem a recessão porque prejudica o governo. Governo que anda concentrado a combater a crise e eles, sempre eles, a combater o PS, concluíndo depois com a inevitável alusão a naufrágios irremediáveis...um naufrágio remediável era menos eficaz, suponho.

 

Eis porque Vital Moreira me espanta como escolha para cabeça de lista e ao mesmo tempo essa escolha se vê, neste exemplo, plenamente justificada.

 

Vital partilha com José Sócrates a mesma visão sobre quem se opõe, usa os mesmos argumentos ad hominem e o mesmo primarismo. Com sucesso, a julgar pelo entusiasmo com que alguma blogosfera repete a mesma táctica com gosto e afinco.

Enquanto isso, as oposições, o PSD, a Manuela e os myzeneiros esfregam as mãos com o desemprego, enquanto saem do Eleven, cada no seu Aston (o meu é um Jag xk 140, porque tenho muito e posso mais)  a fumar charutos. De repente um myzeneiro pergunta timidamente  "oh! Mas não acham que estamos errados?". Todos rimos, batemos nas costas uns dos outros e alguém grita: "queremos é os portugueses a morrer de fome que isso é bom para nós!" e todos aplaudem entusiasticamente.

 

Todos não, porque Rangel arrancou no seu DB9 novinho, com os pneus a chiar e ele a rir. Obviamente.


publicado por Afonso Azevedo Neves às 07:54
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

8 comentários:
De João Villalobos a 24 de Maio de 2009 às 11:27
Muito bom! :) Ainda bem que não falaste do meu Bugatti Veyron 16.4. Tenho um bocado de vergonha dele em público.


De André Miguel a 24 de Maio de 2009 às 18:12
Simplesmente genial!


De Nuno Gouveia a 24 de Maio de 2009 às 18:18
Excelente! Parece-me que o candidato VMoreira desejava uma oposição que... não fizesse oposição ao governo. Uma espécie de regime único. Esta lógica do que quem critica o PS está contra os interesses do país está a fazer escola nos sectores do governo... Nada mais pernicioso para a nossa vida democrática..


De Maverick47 a 24 de Maio de 2009 às 20:30
Somos todos uns cretinos por criticar o governo patriótico.

De resto, é estranho que o PSD tenha estado 16 anos no poder, dada a cretinice... Mas esperem lá. Assim sendo, quem está no poder pode ser cretino. Daí resulta uma ideia perigosa: e se o cretino anti-patriota for, na verdade, o actual governo? Nesse cenário hipotético, de tão cretino, chamaria "cretinos" aos outros, antecipando-se e fazendo oposição à oposição. Oops.


De Maria João Marques a 25 de Maio de 2009 às 00:00
Eu posso ter qualquer coisa com motorista, em vez do carro do James Bond?

(Olá Maverick)


De marcelo-cell a 25 de Maio de 2009 às 13:32
Vital é tão 'patético'... Para ele: Investir melhor para 'não salvar' um banco é lutar contra a crise; Não falar com as pequenas e médias empresas porque estão ocupados em salvar aquilo que depositaram no BPN e no BPP tmb é combater a crise; Ir para Espanha numa altura destas simplesmente para apoiar um 'não português' é lutar contra a crise; oferecer falsas esperanças e mentir aos portugueses tmb é lutar contra a crise! Bem, até o Magalhães veio para derrubar a crise!

E quando são questionados sobre esse maravilhoso e riquíssimo trabalho que estão fazendo e que os portugueses estão sentindo: A posição está a atrapalhar o PS, a querer derrubar o PS e ainda estão 'gozando da crise'!

Parabéns Senhor Vital! Continue a trabalhar assim, que do meu voto ainda podes continuar a sonhar.


De Maria a 25 de Maio de 2009 às 15:08
Viva a mim e pronto :D viva à minha bicicleta! viva às minhas pernas que essas sim andam muito :D e não fazem mal ao ambiente :)


De Mário Oliveira a 27 de Maio de 2009 às 15:50
Ironia, a bela da ironia.

Quão fáceis são os argumentos emanados da retórica do poder pelo poder. O poder sem estratégia, o poder sem argumentos. Somente o poder.

E eis senão quando, surge a vitimização dos pseudo-preocupados que sofrem com o desemprego, que se preocupam com a recessão.

Pois, ainda bem que se preocupam com essas situações.

O problema, é que ao invés de contribuírem para a solução desses problemas de forma activa e diligente, preferem atacar desmesuradamente o governo e o PS.

Não seria melhor, (mesmo conduzindo os Jaguares e os DB9s), que Vossas Exas. usassem a energia que despendem na ironia e no ataque saloio, na proposta e formulação de reais soluções para os problemas em relação aos quais sentem tanto incómodo.

Ou será que a vossa energia só chega para o ataque sem conteúdo e para a autoproclamação da Verdade?

Por aquilo que se acaba de ler, é capaz de ser verdade o que está escrito em relação ao pretenso parque automóvel dos dirigentes do PSD.

Se existir a remota possibilidade de eles tomarem o seu tão obsessivo poder, o povo continuará desempregado e faminto e eles rindo-se do interior de suas máquinas passearão alegremente por ele.

E então o poder será deles, e nessa altura já não precisarão da ironia.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29
30

31


posts recentes

...

Nas legislativas será de ...

O poder do agora

Missão Cumprida III

Missão Cumprida II

Missão Cumprida

Um retrato

Para todos

Ainda há muito trabalho a...

Socialistas grandes derro...

arquivos

Janeiro 2010

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds