Sexta-feira, 29 de Maio de 2009
Vital: o candidato do embaraço

Não decidi se o cabeça de lista do PS é uma espécie de Professor Girassol (sem a absoluta generosidade e genialidade), vivendo numa realidade construída pelo próprio e não vislumbrando o que se passa à sua volta, ou se é simplesmente alguém que se toma por supremamente inteligente e o resto da populaça por burrinhos que aceitarão sem reservas quaisquer patranhas que o excelso doutor de Coimbra oferecer.  O certo é que a inabilidade - mesmo a incompetência - do candidato são de embaraço constante. Começou com o apoio a Durão Barroso que, depois de várias tentativas, lá se ficou com um 'apoio se o PPE ganhar, não apoio se o PSE ganhar' (desde logo revelando inabaláveis convicções que se abalam com os resultados eleitorais); acelerou para uma proposta do imposto europeu (que quase causou uma apoplexia a todos no PS, não por desagrado com a proposta mas pelos efeitos eleitorais, que é bem verdade que aumentar impostos é sempre actividade bem vista por socialistas) que se recusou a concretizar e pretendeu depois - com grande coerência e coragem - dar ideia de que tudo havia sido uma invenção dos seus opositores e de jornalistas; termina agora com as referências ao BPN, associando-o ao PSD. E vai mais longe: mostra que não tem problemas com a actuação de Vítor Constâncio à frente da entidade a que cabia supervisar o BPN (apoios mútuos?). Ora havendo tantos telhados de vidro no PS - o caso Freeport que envolve (justa ou injustamente) o PM, as pressões de Lopes da Mota aos procuradores titulares do processo usando o nome do PM e do Ministro da Justiça, a licenciatura do PM, os projectos de arquitectura a clientes que nunca viram Sócrates e de que o PM reclamou a "responsabilidade" mas nunca a "autoria" - seríamos levados a pensar que haveria comedimento a lançar suspeições sobre o PSD. Mas Vital, inevitavelmente, não percebeu que estes argumentos poderiam fazer ricochete.

 

O mais caricato é que faz a defesa de Constâncio no momento em que o PS se prepara para deixar de defender o "seu" governador do Banco de Portugal, tal a impossibilidade de esconder a incompetência demonstrada pelos responséveis desta entidade. Dá para alguém mostrar os jornais diários a Vital Moreira, de modo que o senhor se resguarde e evite exibir a sua inesgotável incapacidade eleitoral?


publicado por Maria João Marques às 14:32
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

2 comentários:
De Dina Sá a 30 de Maio de 2009 às 05:36
Depois da manchete do Expresso mantém a tese?


De Maria João Marques a 30 de Maio de 2009 às 11:27
Ainda não compreo Expresso, mas do que vi ontem das manchetes diz que Cavaco teve acções da SLN e que as vendeu com lucro. Tendo em conta que era apenas um peqeuno accionista sem qualquer responsabilidade na gestão da SLN,o único "crime" que se pode ver - se ideologicamente assim estivermos formatados - é a existência das mais-valias.

Querer comparar isto a Freeports e Covas da Beira é por demais ridículo.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29
30

31


posts recentes

...

Nas legislativas será de ...

O poder do agora

Missão Cumprida III

Missão Cumprida II

Missão Cumprida

Um retrato

Para todos

Ainda há muito trabalho a...

Socialistas grandes derro...

arquivos

Janeiro 2010

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds