Sexta-feira, 5 de Junho de 2009
Este dia é tão bom como qualquer outro

para lembrar que, nos últimos 14 anos, o PS foi governo durante 11 anos.


publicado por Maria João Marques às 12:21
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

16 comentários:
De LNT a 5 de Junho de 2009 às 14:41
Já agora, e que o PSD foi nos três restantes, já para não falar das empresas públicas e por aí fora.

Talvez antes explicar que, nos últimos 14 anos, o centrão foi poder. Parece-me mais claro e menos demagógico.


De Nuno Gouveia a 5 de Junho de 2009 às 15:05
Caro Luís,

Seguindo a sua lógica, deveríamos referir os últimos 35 anos e não somente os 14 :)

Mas a realidade é que quem governou Portugal 11 anos dos últimos 14 foi o Partido Socialista, com os resultados conhecidos... Será assim tão demagógico afirmar este facto? Felizmente nunca o PSD esteve tão distante do PS. Em políticas, mas acima de tudo, na forma de fazer política.

Abraço


De LNT a 5 de Junho de 2009 às 15:47
Digamos 33 porque no primeiro e depois nos anos de Eanes as coisas oscilaram um pouco.

E como o Nuno sabe, não estou muito convencido de que o PS e o PSD tenham sido tão diferentes assim.

Ainda me lembro de Ferreira Leite como Ministra das Finanças e do enorme tapete que ela arranjou para varrer os déficites... bom, esta conversa também agora não interessa nada.

Dia 8 será um novo dia e espero sinceramente que todos estejamos cá para continuar a defender as nossas diferenças.

Um abraço


De Nuno Gouveia a 5 de Junho de 2009 às 15:59
Caro Luís,
Certamente que estaremos...

Abraço


De Paulo Ribeiro a 5 de Junho de 2009 às 16:15
sim, é preciso não esquecer que nos últimos 30 anos, o psd foi governo 19 anos.
e quando se pergunta: - mas porque raio o país está assim? a resposta é óbvia: - o ps salvou o país do comunismo; salvou o país da banca rota; e meteu o país na união europeia (antiga cee);

o psd desbaratou recursos europeus com reformas insipientes e insuficientes para aquilo que se exigia, não tendo cumprido o seu papel; e brincou aos governos com o durão e o santana, somente, porque ao contrário do ps , não sabe governar em crise. meus caros, com o psd , só com fundos, só com os fundos...


De Maria João Marques a 5 de Junho de 2009 às 16:23
Paulo Ribeiro, o texto é seu ou foi-lhe enviado já prontinho por instâncias superiores?

Em todo o caso, como o subscreveu, presumo que para si a realidade seja mesmo a preto e branco.

Já agora recordo-lhe que durante os governos de Cavaco Silva Portugal era um país saudável e em crescimento. Os problemas começaram em 98, precisamente quando se começaram a fazer sentir os efeitos da governação Guterres.

E só alguém muito desligado da realidade (e dos números) pode, depois de Guterres e de Sócrates, acusar o PSD de despesismo.


De Paulo Ribeiro a 5 de Junho de 2009 às 17:23
para além de julgar que o país precisa de um mordomo cauteloso , mais do que um estratego com visão, a menina, das duas uma: ou é jovem demais ou, sofre de uma espécie de esquecimento selectivo. o país era saudável e em crescimento? quando? não preciso de lhe recordar que este país, pós-revolução, nunca foi saudável e, quanto ao crescimento - embora tenha acontecido -, quando comparado a outros que na europa deram o salto na segunda metade dos anos 80, é de levar ao desespero. não preciso de lhe recordar o dr . catroga a declarar doentiamente a retoma em 1995, estava o país em recessão. será que é necessário recordar-lhe os milhões da união europeia desbaratados pelo cavaquismo? acaso não saberá a quantidade de processos em tribunal quanto ao mau uso de fundos comunitários saídos dessa época? pergunto: - onde estão as reformas do psd ? aquelas tão profundas que ficaram apesar de tudo? vem falar-me de despesismo? cara maria joão, o problema não está em gastar, mas em produzir riqueza. como sabe, um país como portugal , não deve trabalhar para ter excedentes (coisa que só teve com o salazar ), mas sim, para produzir bem estar social. não precisamos de mordomos que cortam, não dão e não arriscam . precisamos de quem arrisque e suba a fasquia, mas que o faça com rigor eliminando o que está a mais. é isso que o sócrates tem feito, pelos vistos, contra a vontade do psd .


De Maria João Marques a 5 de Junho de 2009 às 17:53
Privatizações, liberalização da comunicação social, adesão ao MTC do SME (que permitiu a entrada no Euro anos depois), aposta em infra-estruturas num país que na altura precisava delas, só para referir algumas que hoje estou com pouco tempo. De dizer também que o PS esteve contra todas elas.

"precisamos de quem arrisque e suba a fasquia, mas que o faça com rigor eliminando o que está a mais. é isso que o sócrates tem feito"
eliminando com rigor o que está a mais?!!! a despesa corrente SUBIU TODOS OS ANOS COM SÓCRATES. Pela 1º vez temos o Estado a GASTAR 50% DO QUE PRODUZIMOS. Mas em que realidade vive? Pode ter outras opiniões e simpatias políticas; não pode é reescrever os factos passados. Poupe-me.


De Paulo Ribeiro a 5 de Junho de 2009 às 18:12
ó minha cara, tudo isso? não lhe parece pouco, para tanto que haveria a fazer e que outros fizeram por essa europa fora? veja a espanha aqui ao lado. desde logo no mais importante: no sistema produtivo, isto é, na indústria arcaica que o país tinha e manteve com o cavaquismo; na educação, olimpicamente esquecida, designadamente nos aspectos da dupla certificação e da formação profissonal; na justiça, mantendo estruturas caducas; e quanto às infraestruturas, reconheço, mas, ainda, lhe digo que mais deveria ter sido feito, por exemplo nas ferrovias. e mais, está a confundir as coisas. porque como sabe, este foi o primeiro governo a reduzir a despesa primária em 30 anos, isto é, a eliminar despesas caducas na administração. e mais haveria...


De Nuno Gouveia a 5 de Junho de 2009 às 18:37
Definitivamente um "true believer".


De Maria João Marques a 5 de Junho de 2009 às 19:50
"ó minha cara, tudo isso? não lhe parece pouco" eu chego com frequência À conclusão que de facto a iliteracia é mais geral do que eu pensava. Sim, Paulo Ribeiro, eu fiz, e disse que fiz, uma lista exaustiva dos achievements dos anos Cavaco.

Esse problema com os números é que é mais preocupante, porque de facto ESTE GOVERNO NÂO REDUZIU DESPESA NENHUMA.


De Ricardo Ferreira a 5 de Junho de 2009 às 19:42
Por isso mesmo é que nem é melhor lembrar os tres anos do PSD/CDS (Durão, Portas e Santana).


De Maria João Marques a 5 de Junho de 2009 às 19:51
Só cá faltava o senhor que acha que discutir com seriedade é inventar ligações amorosas às pessoas.


De Paulo Ribeiro a 5 de Junho de 2009 às 19:59
maria joão, escusa de gritar tão alto. não faz dos seus argumentos mais verdadeiros. olhe, deixe lá, talvez consiga o que quer, mais tarde do que cedo, assim espero.


De Ricardo Ferreira a 6 de Junho de 2009 às 15:15
Cara Dra. Maria João.

Eu não sei quem é que inventou ligaçoes amorosas com quem e nem me interessa. E nunca disse a frase que me imputa. Mas se quiser continuar a responder aos meus comentários dessa forma esteja à vontade. É a sua (pouca credibilidade) que fica prejudicada.


De Paulo Ribeiro a 5 de Junho de 2009 às 20:26
não, isso não se lembra aos jovens. seria a mesma coisa que mostrar a corda à família do enforcado.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29
30

31


posts recentes

...

Nas legislativas será de ...

O poder do agora

Missão Cumprida III

Missão Cumprida II

Missão Cumprida

Um retrato

Para todos

Ainda há muito trabalho a...

Socialistas grandes derro...

arquivos

Janeiro 2010

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds