Sexta-feira, 15 de Maio de 2009
Não é possível ficar impávido e sereno

Participar num blog de apoio ao PSD não é propriamente um grande sacrífio para mim, pois sou militante do partido há mais de vinte anos e o meu voto foi sempre para o PSD desde que votei pela primeira vez. A razão deste meu voto é simples e é a mesma que o Rodrigo tão bem explicou aqui.

 

Mas na situação é quase obrigatório ter uma participação mais activa, pois não é mais possível aguentarmos a actual (des)governação socialista. São Paulo na 1.ª Carta a Timóteo disse-lhe "combate o bom combate" (1 Tim 18). Sem dúvida, que neste momento, o "bom combate" é fazer com o que o PSD seja alternativa ao desastre socrático e possa, vencendo as eleições, fazer a política que o país precisa.

 

A crise internacional tem as costas largas, mas os portugueses não podem esquecer-se de que o PS governa o país desde 1995, apenas com o curto interregno dos governos Barroso/Santana Lopes. Não podemos esquecer que os 6 anos de guterrismo foram uma oportunidade perdida de fazer reformas necessárias. Não podemos esquecer que o maior legado do (des)governo socrático é o aumento de impostos e a mania da propaganda e dos anúncios de iniciativas mil vezes repetidos, para além da promoção nacional e internacional aos computadores montados na JP Sá Couto.

 

Por tudo isso, nem o actual primeiro-ministro nem o PS merecem continuar a governar o país. E por isso é também necessária a participação de todos que não querem continuar nesta "apagada e vil tristeza".


publicado por Rui Oliveira às 23:57
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

18 comentários:
De Rui a 16 de Maio de 2009 às 01:21
ui tanta ideia para o país progredir. São tantas que nem as consegui ler todas.

cumprimentos


De Rui Oliveira a 16 de Maio de 2009 às 02:02
Quem disse que eu estava a dar ideias para o país progredir?

Ele há cada uma...


De Clara França Martins a 16 de Maio de 2009 às 16:06
Isso quem vai decidir é o povo (não sabiam?) e, a avaliar pelas sondagens, o povo prefere o PS e este PM.


De 3kqv45n a 16 de Maio de 2009 às 21:26
Dêem-me uma alternativa melhor!
Você já a encontrou?
Sortudo!


De Rui Oliveira a 16 de Maio de 2009 às 21:31
Que é o povo a decidir, a gente já sabe. Se decide bem, isso já é outra coisa.

Quanto a alternativa, é lógico que eu penso que o PSD é melhor do que o PS, senão não estava aqui.


De clara a 17 de Maio de 2009 às 03:06
O povo decide sempre bem.


De Aventureiro a 17 de Maio de 2009 às 17:21
Repare, o povo não tem de decidir bem ou mal. Importa é que o povo decida. Porque a alternativa é a tirania. Se não quer passar por tirano, não deve levantar essa questão.
Eu, por exemplo prefiro dez vezes o povo a decidir do que o Rui Oliveira a decidir uma. E como resolvemos isto? Dando-lhe um voto a si e um a mim. È bonito, não? A sua amiga também pode ter um porque nas democracias as mulheres podem votar. Já viu que sistema bonito? E se formos só os 3, a sua tese ganha 2-1. Mas o problema são os outros milhões não é?

A.


De Rui Oliveira a 17 de Maio de 2009 às 19:34
Que o povo nem sempre decide bem, está a história cheia de exemplos. Mas, de facto, o povo tem é que decidir. E, eu gostava de saber onde é que eu digo que o povo não tem que decidir. É algo que não se pode deduzir do que escrevo. Detesto ditaduras, tiranias e outras que tais, sejam de esquerda ou direita.

Por isso, descanse, nunca terá esse problema de eu decidir por todo o povo. Aliás, lendo o que escrevi, nem sei como é que teve essa ideia.


De maria coelho a 16 de Maio de 2009 às 21:37
Tudo é melhor que este "bando" que está em accção. São que nem o drácula, vai ser até à última gota


De RUI a 16 de Maio de 2009 às 21:45
E ideias para o país, será que algume tem.


De Maria João Marques a 16 de Maio de 2009 às 23:10
Ó Rui, então andavas a planear fazer um golpe de estado que dispensasse eleições - e tudo através da escrita de posts! - e não dizias nada a esta colega em dois blogues?!


De Rui Oliveira a 16 de Maio de 2009 às 23:19
Já perguntou ao Sócrates se tem uma ideia para o país? É que, para além de ideia de manter o poder, não parece ter qualquer outro.

E já que me pergunta por ideias, também tem ideias para o país?

E, por outro lado, não acha que seria ridículo, para além de pretensioso, eu vir para aqui dar um receituário de como sair da crise?

Por outro lado, antes de mais, é preciso saber o que não se quer. E eu não quero um primeiro-ministro que tem como única resposta para a crise o anúncio repetido de iniciativas mais ou menos fantasiosas, em megalómanos investimentos públicos, em falta de respeito pela liberdade individual dos cidadãos, em atitudes prepotentes de menino mimado que não gosta de ser contrariado. E isto nem sequer é uma lista exaustiva.

Mas, se gosta do (des)governo que temos, então força vote nele...


De RUI a 16 de Maio de 2009 às 23:39
Não era ridiculo nem pretensioso, antes pelo contrário, seria uma atitude de grande maturidade e demostraria que sabe do que está a falar.

Seguindo a frase do mestre Edgar Morin: " devemos analisar, criticar, refutar e propor melhor". Pelos vistos falta-lhe um Danoninho, ou seja, falta-lhe o último. Tão esquecidos que andam os sábios.

Será que os megalómas investimentos públicos a que se refere, são maus? ou serão Bons? Contribuiram eles para a recuperação económica?


De Rui Oliveira a 17 de Maio de 2009 às 00:48
Claro que era ridículo... Conhece alguém que conheça a saída para a crise... Eu não. E você tem alguma ideia também? É que isso de pedir aos outros é muito cómodo. Quanto ao Danoninho, pode crer que não me falta nada, primeiro por que não gosto de iogurtes, segundo por que há muito que já cheguei à altura que tenho hoje.

E tenha calma, isto foi um post de apresentação. Nada mais. Outros temas surgirão a propósito (e se eu tiver tempo, que é coisa escassa).


De RUI a 17 de Maio de 2009 às 00:55
Claro que não lhe estava pedir uma saída para a crise. Apenas ideias, porque so criticar não me parece a melhor atitude. digo eu que nao percebo nada disto


De Rui Oliveira a 16 de Maio de 2009 às 23:20
Pois é, Maria João, parece que este pessoal acha que nós não gostamos de eleições.


De André Azevedo Alves a 17 de Maio de 2009 às 02:31
Rui,

Não será antes (1 Tim 6:12) ?





De Rui Oliveira a 17 de Maio de 2009 às 10:05
Escapou-se-me um número. É 1 Tim 1:18. Claro que o versículo que disseste também poderia servir.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29
30

31


posts recentes

...

Nas legislativas será de ...

O poder do agora

Missão Cumprida III

Missão Cumprida II

Missão Cumprida

Um retrato

Para todos

Ainda há muito trabalho a...

Socialistas grandes derro...

arquivos

Janeiro 2010

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds