Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Papa Myzena

Nas legislativas será de vez

Junho 10, 2009

Não sei como se termina um blogue, mas sei quando um valeu a pena. Um como o Myzena. Valeu porque os objectivos foram conseguidos e também porque correu bem para apoiantes de um partido que se diz tão dividido. Foi um blogue bastante informal, que se desenrelou numa ordem bastante espontânea. A partir de agora, são as legislativas. Um desafio mais difícil e definitivo. Não apenas para os partidos e os seus líderes. Definitivo para o país. Para nós. É o nosso futuro que está em jogo, quando nos endividamos até à medula e o governo ainda nos pretende enterrar um pouco mais. Não há muito tempo, como sempre em Portugal. É tudo à pressa, muito à pressa, algo que não me agrada nada, que preparo tudo com a antecedência máxima. Mas não há outro remédio e vai ter de ser assim mesmo. Na verdade, as europeias também foram preparadas em cima do momento e correu tudo bem. Acima do esperado.

Julgo que o PSD está mais próximo das pessoas, conhece-as melhor e apresenta propostas mais realistas que as do governo do Eng. Sócrates. Pelo menos sabe quem cria emprego, conhece quem sabe investir e percebe que não deve estrangular os contribuintes. Parece que a ideologia voltou à política e, assim sendo, é agradável saber que há um partido que já não vê no Estado a salvação de todos os nossos problemas. Há que dar margem de manobra às pessoas. Deixá-las decidir as suas vidas, dar-lhes um pouco mais de liberdade individual. Acreditar um pouco mais nos Portugueses. Nas suas capacidades e na sua inteligência. Seria bom que o próximo governo, em vez de pedir confiança, dissesse que confiava.   


Não posso deixar de agradecer a todos os que aceitaram o repto de aqui escrever:

Afonso Azevedo Neves
Ana Margarida Craveiro
António Pinho Cardão
Duarte Calvão
João Gonçalves
João Villalobos
José Gomes André
Luís Rocha
Manuel Pinheiro
Maria Isabel Goulão
Maria João Marques
Nuno Gouveia
Paulo Tunhas
Rodrigo Adão Fonseca
Rui Oliveira
Vasco Campilho
 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D